quarta-feira, 26 de agosto de 2009

A Química do Amor!


A química do amor existe ?

A química do amor está associada à liberação de várias substâncias produzidas no corpo humano .

MARTA GARDÊNIA

Quem nunca ouviu uma pessoa falar que tem química com a outra ou que sentiu uma química ao ver alguém? Os sintomas mais frequentes são taquicardia, arrepio dos pelos do braço, suor, mãos geladas.

A funcionária pública Marcela*, de 26 anos, contou que sentiu todos esses sintomas quando um colega de seu irmão ficou hospedado em sua casa. “A primeira vez que eu o vi, senti um desejo fortíssimo, uma atração de pele mesmo. É engraçado, porque essas coisas acontecem de repente”.

A atração avassaladora foi recíproca e segundo Marcela, até hoje, quando ela encontra essa pessoa, o corpo dela responde com os sentimentos. “Eu acho que é uma química perfeita o que sentimos”.

Para o psicólogo Sérvulo dos Santos, a química entre pessoas pode ser entendida como uma atração repentina que surge crescente e em seguida pode ou não diminuir. É uma explosão de sentimentos.

“Grande parte do desejo humano é de um processo inconsciente. Quando as necessidades do outro são disparadas, pode ser pela percepção, olhar, toque, passa a ser consciente. Nesse caso, gera diversos sentimentos, como aumento do batimento cardíaco, frio na barriga e há uma liberação de diversas substâncias químicas e hormônios”, explicou Sérvulo.

Uma das substâncias químicas que todo ser humano carrega são os feromônios, que, captadas por animais da mesma espécie, permitem o reconhecimento mútuo e sexual dos indivíduos.

A química do amor é causada por um conjunto de substâncias químicas fabricadas no corpo da pessoa apaixonada, que são, além do feromônio, adrenalina, noradrenalina, feniletilamina, dopamina, oxitocina, a serotonina e as endorfinas.

A estudante Andréa* vive, há um ano e oito meses, o que ela chama de “química perfeita e forte” com o seu namorado. “No dia que ficamos pela primeira vez, foi algo mágico. Uma sensação diferente de tudo que eu já havia sentido. Ficamos inseparáveis a noite inteira, e no outro dia, ele me ligou para nos vermos. Dez dias depois, começamos a namorar sério e estamos até hoje mais apaixonados”.

Ela conta que a “química” entre os dois é tão forte que eles não conseguem ficar um dia sem se falar. “Combinamos em tudo, pele, sentimento, vida espiritual, cumplicidade, gostos musicais. Tudo é perfeito”.

* os nomes foram trocados a pedido das pessoas Entenda a química do amor

Oxitocina - Hormônio que está associado à habilidade de manter relacionamentos interpessoais e laços psicológicos saudáveis com outros indivíduos. Ao ser eliminada durante o orgasmo, ela começa a criar um laço emocional.

Dopamina - Considerada o "elemento químico do prazer", produz a sensação de felicidade.

Norepinefrina - Semelhante à adrenalina, provoca aceleração dos batimentos cardíacos e excitação.

Vasopressina - Hormônio antidiurético, é outra substância associada à formação de relacionamentos duradouros e monogâmicos.

Endorfina – Garante a sensação de bem estar e segurança.

O que eles e elas pensam sobre "ter química"

Bruno Willemom, jornalista
“Considero química a reciprocidade de vários fatores que se assemelham em um casal (casados, namorados, ficantes e tico-tico vai comer todo o fubá). Um olhar onde um sabe o que o outro sente, um toque que acalma o outro. Um olhar ou gesto que provoque e instigue um sentimento no outro, sendo que os dois estejam entendendo e vivendo a mesma coisa, pode ser considerada uma química”.



kerci Pinheiro, jornalista

“A Química não se resume só na aparência do corpo, mas nas fantasias também. É o encontro da essência do prazer, o desejo insaciável de ter alguém e muitas vezes independem do amor. É pele, carne e não conseguimos influenciar o desejo”.

Charles Bispo, fotográfo

"Ter química é se entender com o outro de forma primária, animal, uma ligação que se faz pelos cinco sentidos: paladar (beijo), tato (toque), olfato, audição (sensualidade da voz) e visão (atração visual). Provoca tremedeira, suor, nervosismo,tesão,agressividade.

Fonte: Jornal Folha de Boa Vista


quinta-feira, 30 de julho de 2009

Agora vai!

É galera, agora todos estão conectados!
Então vamos botar pra arrebentar na rede!!!!!
È isso aí!!!